Tagged cursos para escritores

0

5 motivos para cursar uma Oficina de Escrita Criativa

Quais as razões para cursar uma Oficina de Escrita Criativa? Se nenhuma Oficina de Escrita Criativa tem o poder de transformar o aluno, num passe de mágica, em escritor, para que serve esse curso? Se nenhuma Oficina de Escrita Criativa pode conceder ao aluno, em poucas semanas, alguma capacidade rara de se expressar, qual a utilidade…

0

O exercício de escrever: a lição de Shelby Foote

Sempre que penso a respeito do exercício de escrever — isto é, a escrita enquanto trabalho efetivo, e não simples inspiração —, lembro-me do historiador e romancista Shelby Foote, infelizmente pouco conhecido no Brasil. Um dos aspectos surpreendentes no seu trabalho é o fato de ele jamais ter usado um computador. Na verdade, escreveu os…

0

O escritor e as palavras: uma relação complexa

Como eles se relacionam, o escritor e as palavras? Para responder, é preciso, primeiro, entender o funcionamento das palavras. Quando somos crianças e aprendemos a falar, é como se nossas palavras pertencessem a uma língua primitiva — uma língua em que cada vocábulo designa apenas um elemento da realidade. Para exemplificar essa ideia, sempre conto…

0

Você tem motivos para escrever?

Os motivos para escrever são inúmeros. W. H. Auden conta, por exemplo, que começou a escrever poesia “porque numa tarde de domingo, em março de 1922, um amigo me sugeriu que o fizesse”. E acrescenta, depois de recordar suas leituras preferidas à época, algumas voltadas à mineralogia, que “a sugestão de que eu escrevesse poesia…

0

Como relacionar personagens e espaço

Comecei a escrever, há poucos dias, sobre o que é uma personagem e a relação entre personagens e espaço, entre personagens e cenário. Grande parte dos personagens que encontramos na literatura contemporânea brasileira parece viver numa espécie de éter. Essa exagerada imaterialidade ocorre, quase sempre, por dois motivos: excesso de solipsismo — a literatura está…

0

O que é uma personagem?

É a pergunta que fazemos quando chegamos ao fim de um livro por qualquer razão admirável: o que é uma personagem? Uma marionete que, durante a trama, percebemos como era manipulada? Uma pequena tirana que surgiu do nada para atormentar o escritor? Ou uma figura que, de forma surpreendente, parece humana? O escritor inteligente dispensa…

0

Da palavra única à arquitetura do texto

Dentre a multidão de palavras disponíveis, o escritor escolhe, ao elaborar seu texto, as melhores palavras, sempre buscando “a palavra única para a ideia única”, diz Walter Pater em “Estilo”, ensaio publicado em 1888, que comecei a analisar há poucos dias. A reflexão sobre “a palavra única para a ideia única” não é desconhecida aos…

escrita, vocação e rotina
6

Escrita, vocação e rotina

Escrita, vocação e rotina são combináveis? Existe realmente um vínculo entre o trabalho do escritor, sua vocação e a rotina? Essas questões surgiram de forma inesperada — por uma via cujo progresso vale a pena recuperar. Durante o II Encontro de Escritores na Virgínia, o poeta Érico Nogueira elogiou o estilo de Gilberto Freyre, salientando…

3

Estilo e autoconsciência

Como afirmei em meu último artigo, a força de expressão do escritor depende da sua autoconsciência. De fato, em literatura, estilo e autoconsciência são inseparáveis. O processo para se conquistar autoconsciência — e, a partir dela, elaborar um estilo literário — não tem fim. Quando ele começa, também se renova e se aprofunda constantemente dentro…

encontrar sua própria voz
7

Como encontrar sua própria voz?

Quando afirmo que o escritor precisa encontrar sua própria voz, quero dizer que, antes de tudo, ele deve encontrar sua própria consciência. Não se trata da “consciência” enquanto capacidade para fazer julgamentos morais dos nossos atos. Trata-se, antes, daquela distância que devemos tomar em relação às atitudes, às nossas decisões. Ou seja, trata-se de autoconsciência…

magia do diálogo
5

A magia do diálogo

Costumo insistir, em minha Oficina de Escrita Criativa, sobre a magia do diálogo. Dedico uma aula inteira a esse tema, analisando vários exemplos com meus alunos. O diálogo é a chave da própria vida. Lembro-me, quando menino, de assistir às conversas intermináveis das crianças surdas-mudas de minha escola: nada parecia impedi-las de expressar alegria, consternação,…

conselhos para o escritor principiante
11

12 conselhos para o escritor principiante

Pensei nestes conselhos para o escritor principiante quando um amigo me disse que Ray Bradbury — o conhecido autor de ficção científica, famoso por seu romance Fahrenheit 451 — mantinha, no local de trabalho, um aviso: “Não pense! Faça!”. As frases impositivas revelam, mais que um sistema de trabalho, o risco que todo escritor corre:…

30

5 soluções para 5 problemas do escritor principiante

Superar a dificuldade de escrever exige soluções graduais Uma das principais dificuldades do escritor principiante é exatamente escrever.   Não, isto não é uma piada. Eu não estou brincando.   Você quer escrever, mas não consegue. Deseja sinceramente ser escritor, mas encontra barreiras, obstáculos que parecem intransponíveis.   Do que converso com meus alunos e…

3

O mistério do escritor

Ao mesmo tempo frágil e confiante, o escritor avança e repete seu “sim” ao ato de criar Como surge um escritor?   O escritor nasce da dialética entre vocação — o conjunto de influências, em grande parte indetermináveis, que direciona sua forma de perceber a vida e de refletir sobre ela — e circunstância.  …