Tagged George Orwell

2

A linguagem não tem limites?

Parcela dos escritores contemporâneos acredita que a linguagem não tem limites, que é possível dizer tudo, bastando, com relativo esforço, realizar algumas acrobacias linguísticas. Trata-se de um tipo de soberba, sem dúvida, acreditar que a linguagem é completamente maleável, submissa e pode ser utilizada para expressar, sempre com sucesso, qualquer idéia, qualquer cena, qualquer estado…